ESSES VOAM COMIGO!

ESSES VOAM COMIGO!

terça-feira, 19 de outubro de 2010

JARDIM DE POESIAS




JARDIM DE POESIAS
( Anne Lieri)


Num jardim de sementes especiais
Nascem poesias para a criançada!
São árvores de poemas legais,
Para recitar e cantar animadas!


Um jardim muito florido
Com palavras de paz e amor!
Gratidão e amigo querido,
Paz na Terra e campos em flor!


Nesse jardim planta-se amizade,
Bondade e sonhos coloridos!
Crescem livros de generosidade,
Canteiros de um poema agradecido!


Voam ao redor alegres borboletas,
Crianças brincam em liberdade,
Brotam inspiradas belas  letras,
Não há espaço para maldade!


Venha ao abraço,pequenino!
Nesse jardim de imaginação!
Entoar o mais lindo hino:
A poesia do coração!

16 comentários:

  1. Oi Anne
    Bonita capacidade de escrver poemas dedicados as crianças.
    Livres como borboletas , elas inspiram nossa vida.
    bonito poema
    abraços

    ResponderExcluir
  2. Ah obrigada por publicar a Pitty aqui no seu ladinho, elá é muito fofinha mesmo! depois com mais vagar vou visitar os blogs indicados, parecem todos uns fofos !
    beijinhos Anne

    ResponderExcluir
  3. Olá! Tem um mimo pra vc lá no blog http://retromomentos.blogspot.com/
    Bjks

    ResponderExcluir
  4. Querida Anne, como amei seu blog...estou totalmente ENCANTADA!Vou trabalhar seu poema "Jardim de poesias" com meus alunos do Ensino Fundamental e também com os pequeninos da Educação Infantil. Sua alma é linda...e tem perfume de flor.Obrigada pelo seu comentário.Um forte abraço, linda.

    ResponderExcluir
  5. Este jardim pertence ao mundo, beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  6. Muito lindo, minha amada Anne!
    Beijinhos!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  7. Só quem tem alma e coração de criança poderia escrever assim,belíssimo esse jardim idealizado por ti Anne!
    Abraço grande***

    ResponderExcluir
  8. Olá Anne.
    Desculpe-me pela ausência. Estava viajando.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  9. Se eu tivesse um jardim
    Tão lindo e colorido
    Chamava todos a mim
    num abraço muito querido!

    Á linda contadora de histórias, um beijo muito carinhoso.
    Graça

    ResponderExcluir
  10. Lindo jardim esse,Anne Parabéns pela menção honrosa acima!Legal!beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  11. Tia Anne,
    Parabéns pela menção honrosa
    O seu jardim é uma delicinha...
    Uma boa tardinha
    Lambeijos e Ronrons
    Pepi e Xixo

    ResponderExcluir
  12. Anne,Teu email. com ou sem BR,não tá dando...
    Está voltando como erro. Não faltou nada? Dá uma olhada!beijos,chica

    ResponderExcluir
  13. Com certeza é uma jardim gostoso de se visitar...

    Fique com Deus, menina Anne Lieri.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  14. Anne: neste seu aniversário quero lhe deixar um simples poema como presente, mas que transmite através dos tempos a alma do "SER Poeta". Parabéns, Caríssima Poeta:

    Poeta (Ana Marly de Oliveira Jacobino)

    Cantiga do amor
    Cantiga de amigo
    Cantiga de escárnio
    Cantiga de maldizer
    Você; Poeta é um trovador!//


    Cria poemas curtos e longos
    Em versos clássicos de amor
    O “Eu” como o centro do universo
    Neste mundo tão pagão
    Você; Poeta é um sonetista!//

    O conflito envolve sua alma
    Céu e inferno reunidos
    Amor e ódio, perdão e pecado
    No barroco da sua poesia
    Você; Poeta é paradoxal!//


    Um amor platônico
    Transforma poema em sátira
    Morre; o amante infeliz
    No cárcere em perjúrio.
    Você; Poeta é um inconfidente!//


    E no afã do seu amor patriótico
    Longe da sua terra natal
    Canta a morte na saudade
    Ao ouvir longe um sabiá.
    Você; Poeta é um nacionalista!//


    “Se eu morresse amanhã”
    No desejo pela mulher amada
    Viaja nas asas angelicais ouve o grito
    Dos desgraçados, escravos do social.
    Você; Poeta é um condoreiro!//

    “Nesse lábio mordente e convulsivo,”
    Beijo sua boca em intempestivo langor
    Neste mundo de ciência e evolução
    Agarro- a demoníaca e sublime criatura.
    Você; Poeta é um parnasiano!//


    “Há uma gota de sangue em cada poema”
    Nesta antropofagia que encarno ao seu lado
    Um crítico do amor romântico
    Veiculo nesta paulicéia desvairada
    Você; Poeta é um anarquista!//


    “Meu verso inda é do tempo”
    Que se bebia cachaça
    Nas sextilhas vou rimando
    Enquanto, canto na praça.
    Você; Poeta é um cordelista!//

    ****************************************

    ResponderExcluir
  15. Linda como todas que vc escreve...beijos Giselda

    ResponderExcluir

DEIXE UMA MENSAGEM PARA A MENINA VOADORA!OBRIGADA PELO CARINHO DE SUA VISITA!